INE: Alojamento familiar clássico com défice de divisões em relação às pessoas que nele residem de acordo com o índice de lotação do alojamento.

Link para glossário do INE

OCDE (Doing Better for Children): os dados para apurar a existência de sobrelotação são recolhidos através de questões sobre: a) número de quartos disponíveis para o agregado, nos países Europeus que aplicaram o EU-SILC (Survey on Income and Living Conditions); b) número de quartos, na Austrália; c) incapacidade do agregado para suportar mais que um quarto ou um quarto separado da divisão onde faz as refeições, no Japão; d) número de quartos, incluindo a cozinha e excluindo a casa de banho, nos EUA. Estima-se que existe sobrelotação quando o número de membros do agregado familiar excede o número de quartos (por exemplo: uma família de 4 pessoas está a viver num alojamento sobrelotado quando existem apenas 3 quartos – excluindo a cozinha e casa de banho, mas incluindo a sala de estar).

Link para glossário da OCDE

Indicadores associados:

Taxa de sobrelotação da habitação:

INE (Inquérito às Condições de Vida e Rendimento): corresponde à proporção da população que vive em alojamentos em que o número de divisões habitáveis (≥4 m2) é insuficiente para o número e perfil demográfico dos membros do agregado. Considera-se que um inidvíduo vive em condições de sobrelotação da habitação se esta não dispuser de um número mínimo de divisões, que permita ao agregado: uma divisão para o agregado; uma divisão para cada casal; uma divisão para cada indivíduo com 18 ou mais anos; uma divisão para dois inidvíduos do mesmo sexo entre os 12 e os 17 anos; uma divisão para cada indivíduo de sexo diferente entre os 12 e os 17 anos; uma divisão para dois indivíduos com menos de 12 anos.

Link para glossário do INE

Taxa de privação severa das condições de habitação:

INE (Inquérito às Condições de Vida e Rendimento): corresponde à proporção da população que vive num alojamento sobrelotado e com, pelo menos, um dos seguintes problemas: a) inexistência de instalação de banho ou duche no interior do alojamento; b) inexistência de sanita com autoclismo, no interior do alojamento; c) tecto que deixa passar água, humidade nas paredes ou apodrecimento das janelas ou soalho; d) luz natural insuficente num dia de sol.

Link para glossário do INE

image_print